Professor Isael Marin

Graduado em Educação Física pela Universidade Metodista de Piracicaba em 2006. É um profissional registrado no Conselho Regional de Educação Física (CREF-SP) sob o nº 064928-G/SP. Trabalha na Prefeitura do Município de Piracicaba como professor coordenador de Natação, além ter experiências como professor de Musculação no clube Atlético Piracicabano. Desenvolveu seu trabalho de monografia sobre a influência do Diabetes Mellitus em atletas corredores de longa distância.

 

Venha fazer um programa de atividades e viva intensamente praticando saúde

Escolha um dos trabalhos abaixo que mais se encaixa a sua necessidade, você certamente terá um programa que atenderá todas as suas expectativas, promovendo saúde e bem-estar para sua vida.

  • Emagrecimento.
  • Ganho de massa muscular.
  • Condicionamento físico.
  • Fortalecimento muscular.
  • Saúde e bem estar para grupos idosos, sedentários, gestantes, diabéticos entre outros.
  • Prevenção e recuperação física para ativos e sedentários.

 

Marque uma avaliação gratuita. Entre em contato.

 

 



Total de visitas: 32637
Mitos e verdades
Mitos e verdades

Veja o que é verdadeiro e falso no mundo das atividades físicas:

1) Exercício para emagrecer tem que ser aeróbio?

Os principais órgãos internacionais de saúde e atividade física orientam que o exercício aeróbio (caminhar, correr, nadar, pedalar, etc...) deve ser a principal atividade para as pessoas que desejam emagrecer. Saiba que caminhar pode ser um exercício anaeróbio (alta intensidade, não permitindo que a pessoa o execute por muito tempo) para pessoas com condicionamento físico precário. Assim, o aeróbio ou anaeróbio está ligado ao nível de condicionamento da pessoa. O que é importante para quem quer perder peso é ter um gasto calórico maior do que a ingestão. Neste sentido, qualquer atividade física poderá ajudar no processo de emagrecimento se você balancear dieta e exercício. O exercício aeróbio tem algumas vantagens, especialmente porque utiliza o oxigênio da respiração para a produção de energia e a gordura para servir como combustível energético.

2) Musculação emagrece?

Um possível ganho de massa muscular pode até aumentar o peso corporal, fazendo com que você tenha dúvidas se engordou (em gordura) ou não. Este aumento de peso não significa que você engordou, pois pode não ter ocorrido o aumento de gordura e sim o aumento de massa muscular. Apesar de a queima calórica obtida por um treino convencional com pesos normalmente não ser significativa, ela vai se somar ao gasto diário. Com o passar do tempo esse efeito acumulativo poderá ajudar no emagrecimento. Além disso, esse aumento muscular pode incrementar o metabolismo de repouso do praticante e conseqüentemente, ajudar na queima total diária. Esse aumento, pelo menos a curto e médio prazo, colabora pouco para aqueles que querem emagrecer. Mas a musculação em longo prazo muda o seu metabolismo e faz com que você queime calorias até em repouso. Concluindo você que quer emagrecer deve fazer tanto os aeróbios, quanto a musculação, pois com certeza você não quer emagrecer e ficar fraca e flácida e, para isso, a musculação é essencial.

3) Quando você inicia os seus treinos, deve levar em conta o peso corporal na balança, para verificar se está tendo bons resultados?


É comum que o seu peso corporal não se altere muito nos primeiros meses de treinamento. As reduções geralmente ocorrem em períodos mais longos (em média acima de 3 meses). No entanto, apesar da possível manutenção do peso no início do programa, podem ocorrer significativas modificações na composição corporal, com grande redução de gordura e aumento da massa muscular. Muitas pessoas se sentem desencorajadas no início do treinamento, já que a balança não reflete estas modificações que estão ocorrendo. Para medir estas mudanças, você deve fazer testes de dobras cutâneas e verificar a composição corporal. Insista na dieta e nos exercícios.

4) Pessoas aparentemente magras podem ter uma alta porcentagem de gordura corporal?


O fato de alguém ter baixo peso não significa, necessariamente, uma composição corporal adequada. Você pode perder também massa magra (muscular) e continuar com bastante tecido adiposo. Por isso o ideal é fazer dieta, exercícios aeróbios, musculação e alongamentos. Você irá emagrecer e ficar bonita e saudável.

5) Músculos podem se transformar em gordura e vice-versa?


Você já deve ter escutado coisas do tipo "transforme gordura em músculos", então saiba que isto é impossível. Pode ser aceito apenas como força de expressão. Quem consegue uma hipertrofia muscular e ao mesmo tempo perde gordura, teve estes resultados através de processos independentes. O tecido adiposo não tem a capacidade de se transformar em músculos. Você irá perder gordura e aumentar a massa muscular que já existe, aumentando o seu volume, não criando outros músculos.